Resenhas

segunda-feira, 9 de março de 2015

[RESENHA] "ENCONTRADA", DE CARINA RISSI

Nome: Encontrada
Autora: Carina Rissi
Série: Perdida #02
Editora: Verus
Onde comprar: Buscapé
Sofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento, ela percebe que se tornar a sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava.

As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar — e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas que prefere não dividir com a noiva.

Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seu felizes para sempre é ela própria.

Em Encontrada: À espera do felizes para sempre, Carina Rissi traz de volta o mundo apaixonante de Ian e Sofia, nos permitindo mergulhar mais uma vez nesta maluca e envolvente história de amor.

Resenhas | Série “Perdida”


  


Sofia decidiu abandonar todas as comodidades do século XXI para viver ao lado de seu amor em 1830. Os vestidos bufantes são um horror, mas agora ela terá que se acostumar já que aceitou o pedido de casamento de Ian e está prestes a assumir o posto da nova Senhora Clarke, que é mais do que um simples título.

Sofia agora tem o desafio de assumir os comandos da casa – receber visitas, organizar festas e ditar as tarefas para os empregados. É para isso que as mulheres do século XIX são criadas, para serem boas esposas, enquanto seus maridos cuidam dos negócios. Mas Sofia nasceu e cresceu em uma era moderna, onde as mulheres são livres para vestirem o que querem e trabalham para obter seu próprio sustento – ou dividir as despesas com alguém.
“Era isso. Estava acontecendo. No dia seguinte, uma nova etapa da minha vida teria início. Sofia Alonzo e tudo o que ela representava ficariam para trás, dando lugar a Sofia Alonzo Clarke.
A tal senhora Clarke.
E eu não fazia ideia de quem ela era.”
Ian sabe do maior segredo de Sofia e por isso é – na maioria das vezes – compreensivo em relação às atitudes modernas de sua companheira. As coisas começam a ficar ruins quando o casal recebe a visita de Cassandra, a tia arrogante de Ian que faz questão de apontar em alto e bom som todas as falhas de Sofia. Por sorte a mulher é tão detestável que ninguém na casa dos Clarke está feliz com a presença dela e nenhum deles da atenção às críticas da megera.

Porém, o que realmente vai dar muita dor de cabeça a protagonista é a sua nova empreitada. Sofia está comercializando seu creme de cabelo caseiro, algo que começou sem querer, mas que com o tempo mostrou-se um negócio muito lucrativo. O problema é que Ian não sabe disso e, como todo típico rapaz do século XIX, ele quer ser capaz de sustentar a casa e sua família sozinho, sem a ajuda da esposa e por isso muito provavelmente não receberá bem essa notícia.
“Ian não estava exigindo nada de que eu já não tivesse ouvido falar. Ainda assim, eu esperava que ele compreendesse que eu não era aquele tipo de garota. O problema era que ele não conhecia o “meu” tipo. Tive que lembrar que ele conhecia apenas um mundo, o seu, e, apesar de eu lhe contar como o meu funcionava, sabia que ele não o compreendia completamente. Eu mesma não entendia muitas coisas do século vinte e um.”
Resumindo, esse livro veio para nos mostrar como Sofia está se virando em sua nova vida e como seu comportamento moderno pode acarretar problemas para a sua imagem diante da sociedade e para o seu casamento – pois mesmo sendo compreensivo, ainda há certos hábitos do nosso tempo do qual Ian é contra. 

Sofia se esforça para ser enturmar, mas é difícil deixar velhos costumes para trás e além disso, ela é muito teimosa. Ela tem consciência sobre certos modos de agir das moças do século XIX, mas mesmo assim insiste em querer manter alguns costumes atuais que não são bem vistos aos olhos ‘antigos’.
“Eu. A resposta era eu! Sabia que o que tínhamos era forte, imutável, que resistiria a tudo, que ninguém conseguiria destruir nosso relacionamento.
Exceto eu mesma.
Eu não vivia mais no século vinte e um, mas ainda agia como se vivesse, e era esse o problema.”
Se tem uma coisa que eu adoro nas histórias de Sofia e Ian, são as curiosidades históricas que a autora fornece. Por exemplo, eu não sabia que o uso de um certo acessório no guarda-roupa da época poderia ser tão perigoso e como uma estudante de Design de Moda, amei saber sobre isso. A escrita de Carina Rissi continua sendo maravilhosamente divertida, fornecendo ao leitor uma leitura bem rápida, apesar da grossura do livro. As páginas não passam, elas voam.

Sou apaixonada pelo casal Sofian e com certeza lerei o terceiro livro da série, do qual não sei o que esperar, pois não consigo imaginar o que mais Carina tem para nos contar sobre o casal. Já vimos eles se conhecerem, se apaixonarem e a adaptação de Sofia ao seu novo muno. Sobre o novo livro, sei que será contado sob o ponto de vista de Ian e ouvi algo sobre ele e Sofia vir para o século XXI. Não sei se isso é verdade, mas com certeza serviu para me deixar curiosíssima. Mas, infelizmente o resta é esperar e eu espero ansiosamente.

Um comentário:

  1. Estou mt ansiosa para o terceiro livro e para o filme tbm *--*

    ResponderExcluir

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.