Resenhas

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

[RESENHA] "ESCÂNDALO DE CETIM", DE LORETTA CHASE

Nome: Escândalo de Cetim
Autora: Loretta Chase
Série: As Modistas #02
Editora: Arqueiro
Onde ComprarBuscapé

Livro enviado como cortesia pela Arqueiro
Irmã do meio entre as três proprietárias de um refinado ateliê de Londres, Sophia Noirot tem um talento inato para desenhar chapéus luxuosos e um dom notável para planos infalíveis. A loura de olhos azuis e jeito inocente é na verdade uma raposa, capaz de vender areia a beduínos. Assim, quando a ingênua lady Clara Fairfax, a cliente mais importante da Maison Noirot, é seduzida por um lorde mal-intencionado diante de toda a alta sociedade londrina, Sophia é a pessoa mais indicada para reverter a situação.

Nessa tarefa, ela terá o auxílio do irmão cabeça-dura de lady Clara, o conde de Longmore. Alto, musculoso e sem um pingo de sutileza, Longmore não poderia ser mais diferente de Sophia. Se a jovem modista ilude as damas para conseguir vesti-las, ele as seduz com o intuito de despi-las. Unidos para salvar lady Clara da desonra, esses charmosos trapaceiros podem dar início a uma escandalosa história de amor... se sobreviverem um ao outro.

Em Escândalo de cetim, segundo livro da série As Modistas, Loretta Chase nos presenteia com um dos casais mais deliciosos já descritos. Além de terem uma inegável química, Sophia e Longmore são divertidos como o rodopiar de uma valsa e sensuais como um corpete bem desenhado.

Resenhas | Série “As Modistas”


 


Sabe quando você tem tantos problemas, mas tantos problemas que não consegue ficar desesperado? O choque é tamanho que a única coisa que você consegue fazer é pensar em uma solução para resolver tudo. Era bem assim que Sophia estava. Após a confusão que o casamento de Marcelline e Clevedon causou na sociedade, ela tentava amenizar o impacto que esse evento gerava nos negócios. Apesar de terem conseguido Lady Clara como cliente fiel, a mãe da moça estava conseguindo espalhar o ódio por toda a sociedade, o que estava gerando uma baixa de renda.

" Se fosse capaz de criar um escândalo que mudasse o foco da alta sociedade, desviando-o de Marcelline para outra pessoa, Sophia o teria feito. Por mais que amasse MArcelline e estivesse feliz por ela ter se casado com um homem que a adorava, Sophia ainda se ressentia da perturbação que isso causara aos seus negócios. Ela não estava certa de que Marcelline e Clevedon realmente entendiam as dificuldades que seu recente casamento havia criado para a Maison Noirot, ou o perigo que ameaçava a loja.
  Mas eles eram recém-casados, e o amor parece nublar a mente das pessoas com mais eficiência do que a luxúria. No momento, Sophia não toleraria arruinar a felicidade deles compartilhando as ansiedades dela e de Lonie."
Tudo estava cominando para a ruína da Maison Noirot, desde a propaganda negativa que a mãe de Lady Clara fazia, até a notícia de que a Trapos (loja concorrente) estava reabrindo. Certa de que precisava fazer algo, Sophia decide agir e se infiltrar dentro da mesma, que era a loja favorita da mãe de Clara. Para fazer isso, ela precisaria do disfarce perfeito. E esse era o talento nato da irmã Noirot do meio: atuar. Para obter êxito em seu plano, Sophia sabia que precisaria da ajuda de um certo conde lindo mas desprezível: Longmore, irmão de Clara e amigo próximo de Clevedon

Harry, conde de  Longmore sempre achara as irmãs Noirot um conjunto peculiar. Mas a loura era com certeza a que mais lhe chamava atenção. Ciente de seus disfarces, ele sabia que Sophia não era confiável, mas estava cada vez mais interessado nela. Quando ela alega precisar de sua ajuda, ele decide fazê-lo apenas para estar próximo. Apesar de seu desejo por ela, ele sabia ser impossível qualquer tipo de relação entre os dois, pois isso só prejudicaria a ambos. 

"Sophia abriu a capa e a tirou dos ombros. A peça escorregou até sua cintura. Então, ela se virou e levantou os cabelos, tirando-os do caminho. Longmore tomou consciência da tensão que surgira entre eles. O pescoço de Sophia estava nu diante dele. A pele suave, perfeita, sedosa, com um traço dourado no lugar em que a linha do cabelo terminava. Longmore desejou beijar aquela nuca."

Mas o que eles não esperavam era que Clara se envolvesse em um grande escândalo. Por isso se unem para  resolver o problema e limpar a reputação de Lady Clara, cada um com seu interesse: Longmore precisava cuidar da irmã e protegê-la e Sophia não podia perder sua mais valiosa cliente e amiga. Os dois partem juntos em uma viagem insana para tentarem ajudar Clara. Mas toda essa proximidade só faz aumentar o desejo que sentem um pelo outro. Porém, eles têm muito a perder se assumirem o risco de cederem a tentação.. 
" Ele pegou o rosto dela entre as mãos e o inclinou para cima, para que pudesse olhar em seus olhos. Estavam marejados. Era como olhar para o mar Adriático em meio à neblina. Uma minúscula gota de umidade escorria ao lado do nariz dela. O lábio inferior projetou-se para a frente.
   Não era a hora nem o lugar.
  Ele não devia se precipitar, mas ela abriu os braços e isso fez com que suas partes femininas se movessem, e ele só podia manter uma ideia na cabeça de cada vez. De qualquer maneira, Longmore não estava muito acostumado a esse duelo de consciência.
  Ele era o que sempre fora, e não era um bom rapaz. Por isso, baixou a cabeça e pressionou a boca zangada de Sophia com os próprios lábios.
Eu esperava algo parecido com o livro 1, já que o epílogo deste livro ao final do Sedução da Seda me deixou em polvorosa. Já estava me preparando para a loucura de acontecimentos inesperados e muita confusão nesta sequência da série As Modistas. E foi exatamente o que encontrei. Confesso que o que mais me fascina na escrita da autora é como ela consegue nos entreter com as histórias individuais sem perder a conexão com o todo. Enquanto descobrimos mais sobre Sophia e Longmore, temos o panorama completo também da vida dos demais personagens após os fatos ocorridos no livro 1, e como os acontecimentos do livro 2 prometem causar mais confusões futuras.

"Longmore olhou para Sophia. Ela estava analisando o pivete desbocado com uma expressão especulativa - ou era o que parecia. Ele não tinha certeza. Primeiro, porque só podia olhar por um instante. Segundo, porque os óculos ofuscavam o brilho dos olhos dela.

  Mas ele viu o suficiente: o sorriso no canto da boca e o ângulo no qual ela colocara a cabeça, como se fosse um pássaro analisando uma minhoca.                                                 - Agora você realmente está com problemas, Fenwick - disse Longmore. - Ela está pensando."
Amei Sophia e Longmore, e foi gratificante e interessante ver como ambos eram diferentes entre si e do primeiro casal. Foi emocionante ver essa aproximação entre eles e como ambos eram perfeitos um para o outro. Como sempre, a autora nos leva em uma montanha russa de sentimentos e emoções, nos levando pelo enredo bem próximo dos personagens, nos permitindo vivenciar tudo com eles. Pensei que o romance entre eles seria cheio de clímax como foi o de Marcelline e Clevedon, mas não foi bem assim; foi um envolvimento calmo ao mesmo tempo em que era explosivo, perigoso. Ambos eram cientes dos prós e contras e que eles tinham algo muito maior em jogo: a vida de Lady Clara. 

Adorei cada segundo desse romance, que é engraçado, leve e cativante. Cada descrição da autora sobre os vestidos me deixou meia hora parada olhando para o nada, imaginando como seriam os modelos. Editora arrasou em tudo; desde o texto até a capa. Tudo aparenta ter sido feito com carinho e dedicação. Mal consigo me conter para conhecer mais sobre a irmã caçula e gênio da matemática, Leonie. Espero que amem!

Clique aqui e leia um trecho do livro, disponibilizado no site da Arqueiro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.