Resenhas

terça-feira, 20 de setembro de 2016

[RESENHA] "ANNA VESTIDA DE SANGUE", DE KENDARE BLAKE

Nome: Anna Vestida de Sangue
Série: Anna #01
Autora: Kendare Blake
Editora: Verus
Onde comprar: Buscapé
Cas Lowood herdou uma vocação incomum: ele caça e mata os mortos. Seu pai fazia o mesmo antes dele, até ser barbaramente assassinado por um dos fantasmas que perseguia. Agora, armado com o misterioso punhal de seu pai, Cas viaja pelo país com sua mãe bruxa e seu gato farejador de espíritos. Juntos eles vão atrás de lendas e folclores locais, tentando rastrear os sanguinários fantasmas — e afastar distrações, como amigos e o futuro.

Quando eles chegam a uma nova cidade em busca do fantasma que os habitantes locais chamam de Anna Vestida de Sangue, Cas espera o de sempre: perseguir, caçar, matar. Mas o que ele encontra é uma garota envolta em maldições e fúria, um espírito fascinante, como ele nunca viu. Ela ainda usa o vestido com que estava no dia em que foi brutalmente assassinada, em 1958: branco, manchado de vermelho e pingando sangue. Desde então, Anna matou todas as pessoas que ousaram entrar na casa vitoriana que ela habita.

Mas, por alguma razão, ela poupou a vida de Cas. Agora ele precisa desvendar diversos mistérios, entre eles: Por que Anna é tão diferente de todos os outros fantasmas que Cas já perseguiu? E o que o faz arriscar a própria vida para tentar falar com ela novamente?

A História


Seguindo o legado de seus ancestrais, Theseus Cassio Lowood - ou simplesmente Cas - também é um caça-fantasmas profissional, uma missão que ele assumiu após seu pai encontrar a morte nas mãos de uma criatura poderosa e maligna.
“Não tenha medo do escuro, Cas. Mas não deixe que lhe digam que  tudo que está ali no escuro também está no claro.”
Aos dezessete anos de idade ele não quer fazer planos para o futuro em uma faculdade, não sabe o que é se reunir com os amigos nos finais de semana ou mesmo o que é ter um relacionamento com uma garota. Tudo o que Cas conhece é a vida na estrada, a sensação de entrar em uma nova cidade em busca de espíritos assassinos e a vontade de se tornar forte o suficiente para conseguir vingar a morte do pai, por isso cada caçada é como um treinamento que o fortalece para um dia estar pronto para enfrentar o monstro que tirou a vida de seu maior herói.

Quando Cas recebe uma pista para um novo trabalho, ele sente que dessa vez será diferente. Assim ele segue para a pequena cidade de Thunder Bay, onde a história de fantasma favorita dos adolescentes é a de uma aparição assassina conhecida como Anna Vestida de Sangue.
“Anna estava indo para um baile na escola quando foi morta. Alguém cortou a garganta dela. Para ser mais exato, alguém quase arrancou a cabeça da menina. Dizem que ela usava um vestido de festa branco e, quando a encontraram, estava todo tingido de vermelho. É por isso que a chamam de Anna Vestida de Sangue.”
O motivo de todos os assassinatos cometidos por Anna é que ela, por mais que queira, não consegue se controlar quando alguém entra em sua velha casa. No entanto, por uma razão desconhecida Cas tem ‘passe livre’ para chegar perto dela sem despertar na garota um desejo de morte. Então Anna não vai machucá-lo, mas também não vai deixá-lo matá-la outra vez.

O protagonista não se rende fácil e continua empenhado em se livrar da menina fantasma, porém suas tentativas são fracassadas e sempre levam a conversas que acabam por mostrar a ele quem realmente é Anna Korlov – não o espírito indomável, mas a garota inocente que perdeu a vida de maneira misteriosa. Quanto mais tempo Cas passa ao lado de Anna, mais confuso ele fica em relação aos seus sentimentos e de repente se encontra relutante em cumprir o seu papel de caça-fantasmas.

Personagens


Há vários personagens na história, mas a resenha ficará muito extensa se eu for citar as características de cada um, por isso escolhi os quatro principais que me chamaram a atenção.

Cas é um garoto esperto, confiante, sarcástico e um caçador extremamente competente. Ele leva seu trabalho muito a sério e por isso não se permite viver a vida de um adolescente normal, evitando assim fazer amigos, pois sabe que uma vez que um fantasma for derrotado, ele seguirá em frente para outra caçada em uma nova cidade.

Em Thunder Bay nada sai como planejado. Do fantasma diferente de tudo o que já viu até um bando de jovens se metendo em sua caça, tudo influenciará para o seu amadurecimento e a descoberta do significado da amizade.
“Eu não sou um super-heroi - digo. Esse é um rótulo horrível. É egocêntrico e não se encaixa em mim. Eu não ando por aí de roupa colante. Não recebo homenagens e chaves de cidades pelo que faço. Trabalho no escuro, matando o que deveria ter permanecido morto.”
A personagem título aparece em duas formas bem distintas. Anna Vestida de Sangue é um espírito poderoso, tomado por uma incontrolável fúria assassina. Diferente de outros, ela sabe que está morta e tem consciência dos assassinatos que cometeu, inclusive em certos momentos demonstra amargura por essas ações macabras. Anna Korlov é o completo oposto. Enquanto viva nota-se que foi uma garota corajosa e sonhadora, que só queria se ver livre do lugar que tornava sua juventude difícil. Infelizmente Anna teve sua vida interrompida muito cedo e de maneira extremamente cruel. Seu lado sombrio, desperto após a morte, é mais um fardo que ela não queria e que ainda assim foi obrigada a suportar.
“— Eu nunca vou deixar você me matar — ela diz com desprezo e me lança em direção à porta.
— Por quê? Você não acha que te daria paz? — E eu me pergunto pela milionésima vez por que não consigo segurar a língua.
Ela aperta os olhos para mim como se eu fosse um idiota.
— Paz? Depois do que eu fiz? Paz, em uma casa de garotos despedaçados e estranhos estripados? — Ela segura meu rosto bem perto do dela. Seus olhos pretos estão muito abertos.
— Não posso deixar você me matar — diz Anna e então grita, grita tão alto que meus tímpanos latejam enquanto ela me joga para fora pela porta da frente e eu despenco pelos degraus quebrados até o cascalho com mato crescido da entrada. — Eu nunca quis estar morta!”
Thomas pode ser descrito como um bruxo nerd um tanto quanto excêntrico, além de ser muito insistente. Com a habilidade de ler mentes e o conhecimento de feitiços, ele quer ajudar a eliminar o fantasma de Anna, mas a ideia não agrada Cas - que nunca precisou de um parceiro em suas caçadas e não é agora que deseja conseguir um. Mas Thomas não desiste fácil e segue tentando auxiliar o protagonista, conseguindo depois de muita insistência conquistar a amizade do mesmo.

Carmel é a garota mais popular do novo colégio de Cas e tem uma personalidade surpreendente. Longe de ser uma típica patricinha arrogante, Carmel acaba se envolvendo com a dupla Cas e Thomas e passa a ajudá-los no caso da Anna Vestida de Sangue, tudo sem perder a pose de liderança diante todos de sua escola.


Minha opinião


“Anna Vestida de Sangue” é mais um livro que estava na minha wishlist já há um bom tempo. Gosto de temas sobrenaturais e amor proibido, então fiquei curiosa para conhecer o resultado da combinação de um romance entre um caçador de fantasmas e um fantasma.
“Não posso deixar Anna ficar aqui por mais um mês, possivelmente coletando mais pessoas para seu porão. Não importa que eu goste de conversar com ela. Não importa que eu goste dela. Não importa que o que aconteceu com ela não tenha sido justo.”
A história já começou com pique, mostrando Cas em meio a uma caçada e prestes a dar fim em um espírito. Isso me agradou bastante, afinal, situações sobrenaturais eram justamente o que eu esperava e encontrar isso já no início me deixou bem animada e querendo mais.

Contado em primeira pessoa, através do ponto de vista do protagonista, o livro não perde tempo com enrolações desnecessárias, indo e voltando o tempo todo para um mesmo assunto. Você começa a leitura achando que tudo gira em torno do misterioso assassinato de Anna e do relacionamento dela com Cas, mas acaba surpreendido por outros problemas que surgem na vida do personagem principal.

A escrita da autora é mais um ponto positivo. As cenas bem descritas funcionam perfeitamente junto aos momentos com mais suspense e permitem ao leitor imaginar detalhadamente os acontecimentos sangrentos. Não é que o livro seja todo aterrorizante, mas algumas cenas se tornam assustadoras quando você se lembra delas no meio da noite, enquanto sai da cama para pegar um copo de água na cozinha.
“Penso nela outra vez. Anna. Anna Vestida de Sangue. Que truques ela vai tentar? Imagino se ela será inteligente. Será que vai flutuar? Vai rir ou gritar? Como ela vai tentar me matar?”
Agora vamos falar sobre a edição, começando pela capa. Gente, essa capa, QUE CAPA! Já falei antes que gosto de temas sobrenaturais e me apaixonei pela arte assim que bati o olho, então obrigada Verus por manter a capa original, que é maravilhosa e claro, a cara da história. Diagramação e revisão do texto são dignos de elogios, assim como o tamanho e fonte das letras, que são bons o suficiente para uma boa leitura.

“Anna Vestida de Sangue” não superou minhas expectativas, mas também não decepcionou. Eu diria que o livro é exatamente o que eu esperava. A história não é um terror que te deixa paralisada de medo, mas possui cenas capazes te deixar o leitor inquieto (mais uma vez, acredito que isso é graças à escrita descritiva da autora, um arraso); algumas situações são inesperadas, mas o que realmente me agradou foram os personagens. Juntos eles têm uma boa química e ótimos diálogos, individualmente eles possuem características marcantes e crescem ao longo da narrativa. E claro, o romance, que é sim clichê, mas que convence e faz com que você torça pelo casal principal - e também por uma outra dupla que parece romanticamente improvável, mas vai que né...

Em uma análise geral, a leitura foi fluida e gostosa. Todo o mistério, as aventuras e as tiradas sarcásticas dos personagens chegam ao leitor e o deixam focado, devorando as páginas sem ao menos perceber. Agora estou apenas desejando a sequência, “Girl of Nightmares”.
“(...) O que ela se tornou desde que morreu? Que poder encontrou, que raiva acumulou, que lhe permitiu ser mais que apenas um espectro e se tornar um demônio de vingança?”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.