Resenhas

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

[RESENHA] "A LISTA", DE CECELIA AHERN

Nome: A Lista
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: Buscapé

Livro enviado como cortesia pela Novo Conceito
Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.

Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.

Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.

Em "A Lista" Cecelia Ahern nos apresenta a Katherine - Kitty - Logan, uma jornalista que está passando por um péssimo momento em sua vida.

Desde que se formou na faculdade Kitty trabalha na Etcetera, revista que pertence a sua amiga e mentora Constance. A protagonista é grata e feliz por isso, porém tem a ambição de conseguir mais para a sua vida.

Recém-contratada para trabalhar na televisão, Kitty se equivocou ao realizar uma investigação sobre um professor que supostamente abusou de uma aluna e a matéria, que poderia alavancar sua carreira, acabou se mostrando uma armadilha que arruinou sua vida e também a do professor.
“— Era a minha história. Não posso culpar mais ninguém.
— Quando se conta uma história, há mais pessoas envolvidas do que o autor, e você sabe disso.”
O escândalo ganhou as manchetes da mídia, fez com que ela fosse afastada do seu programa de TV e arranjou-lhe perseguidores que constantemente deixam "presentes" desagradáveis na porta de sua casa.

Para piorar a situação a nuvem negra parece pairar também sobre sua vida pessoal, já que o namorado a abandonou, o proprietário de seu prédio quer o apartamento de volta (em um momento em que a situação financeira dela não é boa para procurar um novo lar) e ela já não pode nem contar com os bons conselhos de Constance, que morreu devido ao câncer.

Antes de falecer, Constance confidenciou a Kitty uma lista contendo cem nomes de pessoas desconhecidas, parte de uma matéria que ela estava planejando e do qual não teve tempo de explicar do que se tratava. Então, quando a equipe do Etcetera resolve fazer uma edição especial em homenagem a Constance, Kitty é quem fica responsável por desvendar a lista e escrever a última matéria da amiga. Uma missão difícil levando em consideração o fato de que ela não tem ideia de quem são essas pessoas, qual a ligação entre elas e o que Constance viu de tão especial nelas.

Katherine foi uma personagem difícil de suportar no início, pois como seu amigo Steve bem disse, ela só conseguia pensar em si mesma. Ela arruinou a vida de um professor inocente e tudo o que conseguia dizer era o quanto as pessoas estavam sendo maldosas com ela. Pior foi vê-la ganhar a oportunidade de se redimir com a matéria de Constance e ainda assim minimizar a história de vida das pessoas acaba conhecendo.
“— É justamente isso que estou dizendo. Você acabou de fazer a mesma coisa de novo. Tudo o que tenho ouvido de você é como o seu nome, a sua reputação e a sua profissão estão arruinadas. Tudo sobre você.”
Felizmente Kitty vai entrando nos eixos conforme conhece outros nomes da tal lista. Ela começa a se lembrar dos seus sentimentos de quando era mais jovem, uma época em que escrevia por prazer e não por ambição. Os problemas continuam aparecendo, mas ela consegue lidar com isso e passa aproveitar cada história que lhe contam e os aprendizados que se pode tirar disso tudo.

Minha leitura no início foi um pouco arrastada devido ao comportamento da personagem, mas conforme Katherine avançava em sua matéria e rodava por vários lugares conhecendo cada pessoa da lista, fui entrando no ritmo da narrativa. Existem algumas surpresas e diversas vezes me peguei supondo o rumo das coisas na história, só para depois estar errada.

Em relação ao trabalho da Novo Conceito, não tenho do que reclamar. A capa é linda, tamanho e fonte do texto estão excelentes e não me lembro de ter encontrado erros de revisão.

Eu recomendo “A Lista”, pois essa é uma boa história sobre persistência, amizade e superação. A narrativa nos faz refletir e lembrar que um erro não torna uma pessoa ruim. É parte da natureza humana e é aos tropeções que se aprende a caminhar.
"Pauta preliminar: As pessoas não se consideram interessantes.
Ou As pessoas que não se consideram interessantes normalmente são as mais interessantes."


Clique aqui e baixe um trecho do livro, disponibilizado no site da NC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.