Resenhas

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

[RESENHA] "A MALDIÇÃO DO TIGRE", DE COLLEEN HOUCK

Nome: A Maldição do Tigre
Série: A Saga do Tigre #01
Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Onde comprar: Buscapé
Paixão. Destino. Lealdade. Você arriscaria tudo para salvar seu grande amor? 

Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. 

Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. 

O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. 

Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.


Resenhas | Série “A Saga do Tigre”


   


Sabe aquele livro que todos falam super bem e por alguma razão você insiste em não ler? Pois é, foi assim com "A Maldição do Tigre" para mim. É o que eu posso dizer?? Tsc, tsc... que bobeira a minha.

Kelsey - Kells - Hayes é uma adolescente cujos pais perderam a vida em um acidente de carro. Ela agora vive com uma família adotiva e está se preparando para entrar na faculdade. Ela sabe que o estudo trará despesas, por essa razão sai em busca de um emprego e acaba conseguindo um estágio de duas semanas em um circo. O trabalho inclui a barraca de bilhetes, ajudar na limpeza, ajudar a cuidar dos cachorros e também de um impressionante tigre branco. Kelsey fica encantada por Dhiren - o tigre -, desenvolvendo em pouco tempo fortes sentimentos pelo animal, que também parece retribuir.
“Aproximei-me lentamente da jaula. Eu me sentia atraída pelo animal e não conseguia controlar uma compulsão muito forte e perigosa. Era um impulso quase tangível.”
Quando sente-se solitária Kells procura por Ren (foi assim que ela o apelidou). Ela costuma conversar e até ler trechos de seu livro para ele, até o dia em que um homem aparece no circo com o interesse de comprá-lo e levá-lo para uma reserva natural na Índia. O homem que atende por Sr. Kadam logo percebe a amizade entre Kells e Ren, então ele propõe a Kelsey acompanhá-lo até a Índia para certificar-se que Ren será transportado com segurança e que conseguirá se adaptar a reserva. Não resistindo à forte ligação com o tigre e aproveitando que ganharia muito dinheiro ela aceita. Imaginem sua surpresa quando o lindo tigre se revela um príncipe indiano que há muito tempo foi amaldiçoado por um terrível e ambicioso feiticeiro. Comovida com a história do príncipe e ainda sentindo-se atraída pelo seu lado tigre, Kelsey aceita se aventurar pela Índia ao lado de Ren para tentar quebrar a maldição.

"A Maldição do Tigre" é um livro encantador cercado de mistérios e aventuras. Os direitos de adaptação para o cinema já foram vendidos e sinceramente, eu já estou esperando uma superprodução. Aqui somos apresentados à mitologia indiana com seus deuses, crenças, cenários e os animais mitológicos, e tudo tão bem detalhado que facilita ao leitor a visualização da cena, o que só torna a leitura ainda mais gostosa.

Cada personagem tem seu jeito único e característico. Todos eles têm problemas do qual se lamentar - uns mais que os outros -, mas eles continuam tentando seguir em frente.

Kelsey perdeu os pais, mas ao contrário do que vemos em outras histórias ela não leva uma vida depressiva, prendendo-se ao passado pensando em como sua vida poderia estar caso sua família ainda estivesse viva. Ela é uma garota bastante atrevida, teimosa, sarcástica, e é claro, corajosa por viajar sozinha para um país desconhecido para enfrentar o desconhecido.
“Para começar, nunca encontrei uma mulher tão dedicada a ajudar outras pessoas. Você arrisca a própria vida por alguém que conheceu faz apenas algumas semanas. Você é auto confiante, corajosa, inteligente e compreensiva.”
Ren guarda em si toda a tristeza de uma maldição do qual ele não tem nenhuma culpa. Ele não só teve sua vida modificada drasticamente, como também passou a maior parte dela na forma de tigre, dentro de uma jaula e tendo que sucumbir aos treinamentos e apresentações do circo. Os minutos que tem na forma humana são uma bênção e ele anseia por Kelsey vê-lo como o homem que ele é, e não como o tigre por quem ela se encantou.
“Venho usando a face do tigre há tempo demais. Ele roubou a minha humanidade [...] Kells, eu não quero mais ser ele. Quero ser eu mesmo. Quero ter uma vida.”
Além de Kelsey e Ren, temos o personagem do Sr. Kadam e também Kishan, irmão mais novo de Ren.

O primeiro é como um pai para os irmãos indianos. Pode-se dizer que o Sr. Kadam sacrificou sua vida para cuidar dos meninos. Ren e Kishan estariam perdidos sem o apoio dele, que, desde que a maldição foi lançada, não parou de tentar reverter a situação ao mesmo tempo em que fazia o possível para manter os irmãos protegidos, o que não é fácil já que as circunstâncias dificilmente ficavam ao seu favor.
“É um amigo de grande confiança que abriu mão de muita coisa para ajudar minha família ao longo dos anos. Nunca poderei pagar minha dívida com ele. Não sei como teria sobrevivido todo esse tempo sem seu auxílio.” (Ren sobre o Sr. Kadam)
Kishan é o que você poderia possivelmente chamar de bad boy. O típico sorriso torto não falta, mas ele não é uma pessoa ruim, apesar de dar umas tropeçadas na vida. Talvez amargurado seja uma boa palavra para defini-lo. Kishan tem uma personalidade rebelde e, embora se mostre uma pessoa confiante de si, tive a impressão que ele sente mágoa por sempre ficar na sombra do irmão mais velho.
“- Acho que vocês dois e o Sr. Kadam estão apenas caçando fantasmas.
[...]
- Kishan, será que não é você quem está caçando fantasmas? Está se punindo ao ficar aqui na selva, não está? - O príncipe mais jovem se retesou. Seus olhos dourados se voltaram para mim. Seu rosto ficou frio e indiferente. Reconheci choque e dor em seus olhos. Minha observação o magoou profundamente. Era como se eu tivesse arrancado um curativo colocado com cuidado para cobrir as feridas do passado.”
Eu mal posso esperar para ler a continuação e ter muito mais desse mundo tão envolvente que a autora Collen Houck criou. Minhas expectativas para o livro dois são altas e eu espero que o mesmo não tenha perdido a essência desse primeiro livro, muito pelo contrário, que a história só melhore e melhore!

4 comentários:

  1. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh Nati que maravilha que você leu e resenhou esse livro, amo essa série li há algum tempo, lerei de novo para poder resenhar para o blog. Eu posso te afirmar pode esperar muito de O Resgate do Tigre que você não vai se arrepender, muito mais coisas são introduzidas, descobrimos muitas outras coisas, algumas coisinhas acontecem, mas o livro é fantástico é o meu predileto da serie!! Espero que você goste e eu estarei esperando a sua resenha maravilhosa!!!

    Xo
    Re.View

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Receber elogios seus, uma pessoa que faz resenhas tão maravilhosas, é tão < 3 Espero ler muito em breve "O Resgate do Tigre", ainda mais agora depois de ler todas essas coisas boas que você falou a respeito. Espero também por sua resenha já que você nunca me decepciona. ^^
      Já to apaixonada pela série antes de chegar ao segundo livro e esperando ansiosamente por notícias do filme. ♥ Xx

      Excluir
  2. Sou louco pra ler essa série *-*

    www.chamandoumleitor.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li só o primeiro, mas já foi o suficiente para eu me apaixonar pela saga!! ♥

      Excluir

ATENÇÃO

O blog Paixonites Literárias não incentiva o download ilegal de livros. Por favor, peço para que não utilizem esse espaço de comentários para solicitar ou fornecer livros e/ou sites para download. Comentários dessa espécie serão excluídos.